BlackBerry ou iPhone?

Afinal, iPhone ou BlackBerry ?

iphone or blackberry2Este é um assunto muito comum nas “rodinhas-papo-high-tech” e de muitos blogs especializados. Como Crackberry assumido, não poderia deixar o assunto passar em branco por aqui, mesmo que já amplamente discutido, até porque muitos me questionam e pedem opinião para a decisão!

Tentei ser o mais imparcial possível na comparação (confesso que foi difícil!) de forma que todos os prós e contras estejam bem listados.

Não considerei, neste review, o Android (sistema operacional multiplataforma que irá bombar em breve!) nem os aparelhos da Nokia, Samsung, LG, HTC…

O BlackBerry

Muito comentado aqui no Blog (sou totalmente suspeito para falar!), o BlackBerry, da Canadense RIM, nasceu com vocação para os negócios e TI. Nativo dispositivo pessoal agregador de e-mails e agenda, é um gadget que evolui seguindo as tendências do mercado corporativo e de TI. Desde que agregou a função celular, o BlackBerry é o “queridinho” das empresas e executivos (Detalhe: adorado não só pelos usuários como também BlackBerry%20Enterprise%20Server%20Diagram%20pelos responsáveis pelo setor de Infra e Tecnologia).

Hoje, e bastante razoável e de fácil assimilação afirmarmos que o foco do BlackBerry é eficiência e dinamismo para se comunicar: Em um BlackBerry, é muito mais fácil pegar um torpedo, transformar em mensagem de e-mail destrinchar e encaminhar para “x” destinatários do que colocar um simples MP3 para ser tocado.

O pacote de dados nativo do BlackBerry é o BIS (Businesses Internet Service) que provê acesso à rede BlackBerry, permitindo navegação na internet e conectividade PIN/E-Mail. Um detalhe importante sobre os e-mails no BlackBerry é o sistema PUSH. Neste sistema, o usuário não precisa solicitar sincronismo de e-mails  (o famoso enviar/receber) para que eles sejam recebidos: A empresa foi a primeira a disponibilizar a tecnologia que “empurra” o e-mail para o seu aparelho automaticamente propondo um dinamismo que, hoje, outras marcas já têm como nativo.

O pacote de dados, para empresas, dependendo da demanda e (bis-case $$) é o BES (Businesses Enterprise Server) que provê acesso à internet e conectividade 100% gerenciável pela área de TI por meio do BES Server. É possível gerir as linhas e dispositivos dos colaboradores (agenda, dados, enfim, todas as informações contidas no aparelho) de forma remota e ainda implementar softwares customizáveis às necessidades da empresa.

O iPhone

apple iphone tech talk tour 2009O telefone da Apple é, sem sombra de duvidas, o mais pop do mercado. Seguindo o padrão Apple de minimalismo, onde menos é mais, com eficiência, o aparelho é uma soma de modernidade, simplicidade e objeto de desejo.

Sou fã da Apple no que diz respeito a estratégia comercial e de design de produto. o Iphone, assim como os MacBooks e Powermacs da aclamada empresa californiana é integrante de um menu de produtos bem enxuto: existem apenas 2 versões do telefone (a de 16Gb e 32Gb de memória sólida).

O aparelho possui uma infinidade de recursos que o torna um aparelho multiuso. É comum vermos um iPhone como objeto de desejo de uma criança que quer um aparelhinho moderno e que faz ligações como também de uma pessoa de mais idade que entrou para o mundo digital e quer ter um telefone “high tech”. Isso é bom? Sim e Não. Eu diria que o iPhone seria o aparelho extra e pessoal do sujeito que usa o BlackBerry para trabalhar.

No quesito internet velocidade de navegação, o iPhone sai na frente. Foi o primeiro a vir com Wi-Fi nativo e também dos primeiros a ser 3G.

Em termos de usabilidade empresarial eu não recomendaria… A menos que você não veja como problema seu funcionário baixando “trocentos” aplicativos super úteis que vão desde uma HP12C a um simulador de teste de alcoolismo.

Ponto de Vista.

Definitivamente, os Smartphones são uma realidade no cotidiano e trabalho. A escolha do aparelho merece atenção de forma que seus pontos positivos e negativos sejam avaliados e adequados às demandas.

Se você precisa de um aparelho com recursos multimídia avançados e que volta e meia precise se comunicar por e-mails em emergências de trabalho, o aparelho indicado é o iPhone.

Agora, se seu foco é mobilidade, trabalhando de qualquer lugar, com recursos avançados de interatividade e comunicabilidade (e-mails, torpedos, chats…) o aparelho indicado é o BlackBerry.

Entrevista rápida com alguns usuários:

Marco Antônio O.S. – Designer – Brasil. Usuário iPhone há 1 ano.

Por que iPhone? Para ter em mãos uma ferramenta multimídia na qual possa agregar rede sociais, agenda telefônica, agenda de compromissos, anotações, e-mail, e de lambuja alguns aplicativos funcionais como mapas, GPS, acesso ao bankline do meu banco, e outros de funcionalidade menor, como jogos e outras futilidades.

O que há de mais atraente no aparelho? Todo o conceito Apple que está presente desde a forma que foi pensado o software, a estrutura básica de navegação, a existência de praticamente 1 único botão e as linhas do aparelho que quebram descaradamente o estereótipo do aparelho celular, tornando-o mais atrativo visualmente.

O que há de menos atraente no aparelho? Uma das coisas que vem junto com o IPhone é o fato do aparelho ser um chamariz. Em muitos lugares do mundo isso pode não ser um problema, mas por morar em uma cidade como o Rio de Janeiro, e muitas vezes frequentar áreas da cidade em que a segurança não é a maior qualidade, me vejo tendo que esconder o aparelho, ou no caso de ter que fazer uma ligação procuro ser breve e discreto.

Simone Modolo, Turismóloga e profissional do ensino superior (diretora da Universidade do Mar), 46 anos. Usuária multiplataforma: iPhone-Jan de 2008 e BlackBerry 2007.

Por que iPhone? Porque além de ser um “must have” é pura tecnologia, o que adoro.

O que mais me atrai? O iPod, que da a possibilidade de ter muitas músicas sempre a mão e a câmera digital.

O que menos me atrai? A necessidade de usar ambas as mãos para tudo, mesmo para a função mais simples. A digitação também não é muito precisa.

Por que BlackBerry? Por ser muito pratico e intuitivo.

O que mais me atrai? O uso do e-mail é muito fácil e rápido e a memorização dos nomes da agenda em teclas de 1 só toque ajuda muito.

O que menos me atrai? A câmera digital ainda é fraquinha.

Bem, eu uso os dois aparelhos. O iPhone com meu numero particular e o BB da empresa. Eu acho o BB mais profissional, mais prático e rápido para quem tem pouco tempo. O iPhone é mais lúdico, pra curtir. Além dos inúmeros apps disponíveis pra ele. Quer saber a verdade? Não fico sem nenhum dos dois!

Claudio Imperial Lopes, Contador / Gestor de Projetos, 29 anos. Usuário BlackBerry desde 2008.

Por que BlackBerry? Depois de alguma leitura e pesquisa era o smartphone próximo do que eu desejava, a começar pela estabilidade do sistema operacional e uso no ambiente corporativo. Inclui-se o fato da internet (quando ligado ao computador, como modem) está incluso no pacote de dados (só na Claro acho) e poder ter aproveitado todos os meus bônus e descontos..

O que há de mais atraente no aparelho? O fato de poder usar quase todas as suas funções (inclusive multimidia) somente com uma mão. O que mais impressiona é o sistema ter uma gama imensa de funcionalidade (cheia de truques simples).

O que há de menos atraente no aparelho? Neste aparelho, francamente, é somente a ausência do Wi-Fi.

Apolo, Comerciante, 28 – Brasil. Usuário iPhone há 1 ano e BlackBerry há 2 meses.

Por que começou com o BlackBerry/iPhone? O iPhone por gostar muito dos produtos Apple, fácil interação com usuário, disponibilidade de customização de aplicativos, e multiuso (phone, áudio, vídeo, photo, gravação, etc.). Já o BlackBerry pela necessidade de um telefone para trabalho e por recomendações. Desconheço atualmente sua real capacidade mas por indicações que seria um aparelho ideal para minhas necessidades.

O que há de mais atraente no aparelho? O iPhone basicamente tamanho VS capacidade, design moderno de fácil interação. O BlackBerry ainda não posso dizer, mas pelo pouco que conheço, é muito simples com utilidades para trabalho inexistentes ou não tão funcionais em iphone.

O que há de menos atraente no aparelho? No iPhone a carga não dura muito tempo, necessidade de reboot de vez em quando. O BlackBerry ainda terei um tempo de adaptação… Por enquanto não posso dizer.

Vagner, RP/Empresário, 25 anos – Brasil. Usuário BlackBerry 8532 desde Outubro de 2009.

Por que começou com o BlackBerry? Pesquisei um pouco sobre o aparelho e conclui que seria o mais indicado para mim em função de usabilidade de e-mails e estabilidade em geral.

O que há de mais atraente no aparelho? Facilidade de uso, dinamismo entre as aplicações, acessibilidade de e-mails e informações.

O que há de menos atraente no aparelho? Resolução da câmera deixa a desejar.

Thiago Bechara, Vendedor/Empresário, 27 anos, Brasil. Usuário BlackBerry Curve 8310 desde Outubro 2008.

Por que começou com o BlackBerry? Necessidade de carregar o trabalho no bolso e poder me comunicar via e-mail a qualquer hora/lugar.

O que há de mais atraente no aparelho? A facilidade no recebimento e envio de e-mails.

O que há de menos atraente no aparelho? Interação multimidia!

Luana R., Gerente de Projeto, 24 anos, Brasileira. Usuária BlackBerry 8532 desde Janeiro 2010.

Por que começou com o BlackBerry? Bonificação da operadora.

O que há de mais atraente no aparelho? Poder receber meus e-mails no celular.

O que há de menos atraente no aparelho? Pouco tempo de uso, ainda não tenho conhecimento de metade dos recursos do aparelho.

João Victor Bissoli, Engenheiro Eletricista, 25 anos, Brasileiro. Usuário iPhone desde Janeiro de 2010.

Por que começou com o iPhone? Queria um iPod mas não queria carregar dois gadgets.

O que há de mais atraente no aparelho? Acesso a internet, tela multitouch é uma mão na roda

O que há de menos atraente no aparelho? A Apple coloca muitas barreiras para os softwares, com a Appstore exclusivamente com softs proprietários.

Deixe um comentário