Busca Social do Facebook

Mark Zuckerberg, chefão do Facebook, revelou a primeira novidade de 2013: a busca social (graph search, em inglês). Tecnicamente falando, trata-se da busca a partir da relações entre objetos em um conjunto.

Exemplo de busca social: Se você busca por Guaraná e curte a página da Antártica os resultados serão correlacionados com o fato de curtir a Antártica enquanto que os resultados de alguém que curte Guaraná Jesus, levará em conta esse último comportamento.

O que há de novo?

As buscas se tornaram um máximo na internet por meio do Google que, em seu algoritmo, considera a relevância de termos como fator determinante do resultado.

Ou seja, com a busca social, o meu meio, minha história, meus amigos passam a influenciar nos resultados: Uma nova ótica, um novo formato de busca!

Pense que você está procurando um fornecedor de salgados para eventos. Se digitar no Google, o resultado será aquele que mais se adeque a sua região e a relavância do termo empada. Se realizar a mesma busca na busca social, o resultado considerará amigos que tenham comprado salgados, amigos que trabalhem com salgados e outros dados relevantes em sua rede de relacionamento.
Segundo Zuckenberg, a busca social será um terceiro pilar no Facebook, assim como notícias e a linha do tempo.

O novo sistema permite ainda cruzar informações, como por exemplo “pessoas que curtiram uma página e visitaram o museu MoMa”.

Os resultados serão mostrados de acordo com a relação do usuário com a outra pessoa – ou seja, quem tiver mais contato com o seu perfil terá as respostas mostradas primeiro -, ou caso o conteúdo seja “público”. Por enquanto, podemos ficar tranquilos que tudo classificado como “privado” não aparecerá nos resultados.

Deixe um comentário